12
Maio
09

Lisboa já tem um lar de idosos gay

gaysimpsonsDe um dia para o outro, R. Q. ficou sem a casa e as propriedades que até há pouco tempo lhe permitiam viver como um aristocrata. O divórcio deixou-o sem nada. A ex-mulher ficou com tudo. O antigo gestor, de 65 anos, não está disposto a abdicar dos seus “pequenos luxos”. Só que a reforma é insuficiente para continuar a beber os vinhos de que gosta, viajar em classe executiva ou aumentar a colecção de obras de arte. “Fiquei com a corda na garganta”, conta. Antes de “morrer asfixiado”, decidiu reagir: “Muito em breve, vou inaugurar uma residência para seniores gay.”

Pioneiro Será o primeiro lar em Portugal para a comunidade homossexual, um conceito que não é novidade em países como a Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos: “Estou a criar uma oferta para uma população sem família directa ou que vive na solidão após a morte do companheiro.” Para alguns destes, R. Q. vai abrir as portas da Casa São Sebastião, nas Olaias (Lisboa), uma residência com cuidados diários de enfermagem, visitas médicas mensais, assistência permanente na higiene ou na medicação. Tudo para uma velhice tranquila, mas com uma condição: confidencialidade. Ninguém na vizinhança pode sequer suspeitar que, num apartamento de sete assoalhadas da freguesia do Alto do Pina, há um lar exclusivo para gays.

R. Q. quer continuar a fazer a vida de sempre ? passear pelo bairro sem que o olhem de lado, entrar no talho ou no Olaias Clube sem que lhe apontem o dedo: “Não é só por mim. Vivo com a minha mãe de 90 anos e não quero que ela seja alvo de recriminações.” Mas não basta ser discreto para frequentar este lar. É preciso também ter dinheiro: “Houve pessoas que me contactaram, mas até agora ninguém tem capacidade financeira para suportar a mensalidade.” Ser residente da Casa São Sebastião implica desembolsar todos os meses entre 1500 e 1700 euros.

Tudo incluído Os que conseguirem terão direito a tudo: almoçar e jantar com serviços de porcelana, dormir em quartos mobilados com réplicas do século 19, ao estilo vitoriano, consultar a biblioteca com milhares de livros de ficção, história ou arte e, ainda, passar os finais de tarde numa sala repleta de esculturas, de pinturas e gravuras penduradas nas paredes magenta.

O requinte é o resultado de um trabalho exigente do proprietário do lar. R. Q. investiu o que restava da sua fortuna para fazer obras e decorar o apartamento. Ao longo de quase seis meses entrou nos antiquários e visitou leiloeiras Ó procura dos objectos certos para colocar na sua residência. Cada salva de prata, cálice de cristal, tapeçaria de Arraiolos ou terrina da Vista Alegre foi seleccionado a dedo para um canto específico da casa.

O conforto é o melhor da residência, mas há outros privilégios. Os hóspedes podem receber visitas sem se sujeitarem aos horários rígidos dos lares convencionais. Haverá debates literários, sessões cinematográficas ou conversas acompanhadas de chá e bolinhos: “Uma das nossas prioridades é motivar os nossos residentes a fortalecerem os laços entre a família e os amigos.”

R. Q. gostava ainda que os idosos tivessem oportunidade para sair de Portugal e está disposto a organizar viagens em parceria com outras entidades. Em cada país, uma associação gay poderá estar Ó espera dos inquilinos da Casa São Sebastião para levá-los a passear pelas cidades do mundo. Os hóspedes não chegaram ainda Ó residência das Olaias, mas o proprietário já pensa no futuro. Quer que a sua obra continue muito para além dele. Tratou de todas as questões legais e assegurou que os seus herdeiros continuem a beneficiar dos rendimentos do lar, desde que mantenham a mesma orientação: “A casa deverá estar sempre aberta aos gays seniores.”

1º Admito que achei piada quando li a noticia…já to a imaginar qual ha-de ser o proximo lar a ser criado..
2º  Bem; falta de iniciativa este senhor não pode ser acusado…
Como isto anda é preciso saber inovar e atingir zonas de mercado que não sejam muito explorados.Mas; 1500 a 1700 euros…fonix

0 Responses to “Lisboa já tem um lar de idosos gay”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


A minha cidade

http://timaria.myminicity.com/

Arquivos

Maio 2009
M T W T F S S
« Abr   Jun »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Quantos são?

  • 395,374 ^.^

Flickr Photos

Iceland

Fog Over Polychrome

Frosty fence

Mais fotos

Onde estão?

De onde vem a malta?

hellos


%d bloggers like this: